Bruxas estão em livros para crianças e jovens. Veja 9 deles

O Halloween, ou melhor, o Dia das Bruxas está chegando! Saiba que, além dos doces, travessuras e fantasias, a diversão que a data proporciona pode vir em forma de literatura.

Com seus chapéus pontudos e narizes compridos, as bruxas são personagens populares em várias culturas ao longo da história. Com isso, acabaram fazendo parte da infância de muita gente.

Em boa parte das vezes, elas são retratadas como criaturas horrendas, malvadas e poderosas, simbolizando medo, repulsa e mistério. Mas nem sempre é assim!

Chapéu de bruxa emoji Chapéu de bruxa emoji Chapéu de bruxa emoji

As bruxas também podem ser engraçadas e atrapalhadas, além de representar contato com a natureza, poder das mulheres e desejo por transformações. Confira abaixo algumas sugestões livros para todos os gostos e idades.

1. Você sabe por que as bruxas têm uma verruga no nariz?

A bruxa Zezibaba e a menina bordadeira.

Com a agilidade e o humor do cordel, A bruxa Jezibaba e a menina bordadeira narra como surgiu a verruga na ponta do nariz das bruxas. Explica também por que as corujas são cinzentas.

Uma bruxaria faz uma coruja consumir as cores das flores, frutas e folhagens. No entanto, esse desastre é resolvido de uma forma honesta e inteligente, que ainda “enfeita” o nariz da bruxa Jezibaba.

2. Reflexos da Idade Média

Capa do livro Dona feia.

A crença em bruxaria existiu (e ainda existe!) em várias sociedades. Dona Feia mostra os reflexos dessa crença aqui no Brasil.

No livro, uma mulher é alvo de lendas, inclusive a de que provocou uma seca para se vingar dos moradores da região. Baseado na tradição oral e nos contos populares, o título é o mesmo de uma cantiga de escárnio.

3. Como será que é o cotidiano de uma bruxinha aprendiz?

Capa do livro A bruxinha do bem.

Você já parou para pensar como é o dia a dia de uma bruxinha aprendiz, que ainda não sabe como fazer todos os feitiços?

De forma bem-humorada, A bruxinha do bem conta sobre o cotidiano de uma pequena bruxa que se empenha em desenvolver sua arte. Enquanto isso, ela está sempre ajudando alguém e fazendo magias de mentirinha.

4. Aquelas que transformam pessoas em sapos

Capa do livro Os feitiços do sapo Nino.

Falando em bruxinhas do bem, esse também é o caso de Risoleta. Ela aparece em O aniversário da bruxa Risoleta, O bebê da bruxa Risoleta, O resfriado do Bruxobaldo e Os feitiços do sapo Nino.

São livros recheados de surpresas, como a do sapo que vira príncipe. Mais tarde, ele quer voltar a ser sapo e, depois, a ser gente de novo. No entanto, Risoleta erra na dose do feitiço e acaba transformando-o em um bebê.

5. Folclore eslavo para encantar crianças brasileiras

Taya e o espelho da Baba Yaga.

Nas gélidas montanhas da Rússia, uma princesa guarda um segredo em seu coração. Ela acaba tendo que viver em uma cabana, acompanhada de uma bruxa e seu intrometido corvo assistente.

Lá, ela encontra um espelho encantado, que mais parece uma sala de bate-papo da Internet. Isso dá forças e meios à princesa de Taya e o espelho da Baba Yaga, para que consiga lutar contra seu cruel destino.

6. Personificação dos conflitos e desejos humanos

Capa do livro Metamorfoses.

Vivemos em um mundo de símbolos? Ou um mundo de símbolos vive em nós? A intuição do leitor pode levar a percepções profundas e comoventes sobre as contradições e alternâncias do ser humano.

Por isso, procure a resposta nos quatro contos de Metamorfoses. O livro é um folioscópio (ou flip book) cheio de conflitos, desejos, feitiços, maldade e rituais de vingança.

7. Será que há bruxas escondidas na cidade?

Capa do livro Monstros da cidade grande.

“Não acredito em bruxas, mas que elas existem, existem!” Bem, se elas estão na cidade, certamente já operaram o nariz, cuidaram da pele e se livraram da verruga. Afinal, há centros de beleza por toda parte.

Monstros da cidade grande conta a história de vários monstros, mas não de bruxas, múmias ou vampiros. Na verdade, o livro fala dos monstros que tiram o sossego e que, infelizmente, não vivem apenas na imaginação.

8. Para assombrar os bruxos

Capa do livro Madrugada na casa do bruxo.

O que acontece quando uma assombração entra na casa de alguém que dedica sua vida à feitiçaria?

Em Madrugada na casa do bruxo, conheça um bruxo que acorda no meio da noite, com medo. Os bichos, os objetos e o vento armam uma grande confusão. Além da forma tradicional, o livro apresenta o texto em braile.

9. Bruxas que inspiram

Capa do livro Primeira palavra.

Em Primeira palavra, acompanhamos uma menina que pede trocados na esquina de um sebo. Apesar de não sabe ler, ela se encanta com as imagens dos livros e brinca de imaginar o que dizem as histórias.

Seu livro preferido é o das mágicas desastradas de uma bruxa e seu gato. No mundo real, brinca de fazer magias com seu amigo felino. Em seu aniversário, deseja ganhar o livro da bruxa atrapalhada. Quem iria lhe dar de presente?

Bruxas e o poder da literatura

As bruxas são personagens criadas com base na essência do ser humano. Elas representam o nosso lado sombrio, aquele que esconde os comportamentos e desejos que temos dificuldade de expressar.

Por isso, as histórias com bruxas podem ajudar jovens e crianças na elaboração de questões internas. Consequentemente, indicam caminhos para solucionar diversos conflitos.

Afinal, a literatura é um espaço seguro para experimentar as emoções. Ela possibilita que os jovens e crianças lidem com essas emoções de forma mais saudável.

Chapéu de bruxa emoji Chapéu de bruxa emoji Chapéu de bruxa emoji

Você também acredita que bruxas, fadas e outros seres fantásticos devem fazer parte da formação humana? Se sim, entre em contato. Juntos, vamos selecionar os melhores livros para adotar em sua escola ou levar para casa.