Cultura mineira é inspiração para vários livros. Conheça 7 deles

Não são raros os escritores e ilustradores mineiros que colocam o Estado no papel. Alguns conhecem as cidades tão a fundo, que incorporar os elementos da cultura mineira naquilo que escrevem já é algo natural.

Também, não é para menos! Minas Gerais é uma terra repleta de cenários belíssimos. Além disso, o cotidiano e a história do Estado já estiveram presentes em inúmeros processos criativos.

Há ainda os livros que são fruto de pesquisas aprofundadas sobre a cultura mineira, seus costumes e sotaques. Alguns personagens são baseados em pessoas reais, que viveram em Minas (claro, isso inclui figuras históricas).

A seguir, você verá 7 livros em que Minas Gerais desempenha um papel central. Eles vão desde ficções com cidades históricas como pano de fundo a poesias inspiradas na cultura mineira. Acompanhe!

Cidade do interior vista por cima, e mãe chamando menino. Reconexão, página 5. Imagem ilustrativa texto cultura mineira.

1. Janelas de Minas

A humanidade precisa abrir janelas além daquelas dos celulares e das redes sociais. Em Reconexão, Lelis nos convida a conhecer as lindas janelas de Minas, desenhadas por ele. Elas nos chamam para o ar livre do mundo real.

2. Apresentando a antiga Ouro Preto às crianças

Em A velhota cambalhota, Sylvia Orthof conta sobre as peripécias de uma senhora da tradicional família mineira. Ela resolve dar cambalhotas e virar o direito pelo avesso, escandalizando toda a população de Ouro Preto.

3. De Coluna a Belo Horizonte

Carlos Herculano Lopes fotografa com as palavras cenas de sua cidade natal, Coluna, no Vale do Rio Doce, e vai até BH. Coisa de bicho é uma coletânea de conversas soltas, nascidas ao acaso, que revelam a alma do mineiro.

4. Escravidão, uma parte triste da cultura mineira

Na antiga trilha do ouro, braços negros perfuravam as minas. Em Honorina, Regina Miranda trata da vida dura e da luta dos escravizados. Eles nunca tiveram suas biografias escritas, mas oralidade trouxe suas histórias até nós.

5. Artista importante para a cultura mineira e mundial

Preconceito, escravidão, cobrança do ouro, Inconfidência Mineira e arte sacra. Fatos verídicos e tradição oral se misturam na biografia ilustrada Mestre Lisboa – O Aleijadinho, fruto da pesquisa minuciosa feita pelo autor Nelson Cruz.

Pessoas dançando e outra tocando sanfona. O menino que inventou o sertão, página 29. Imagem ilustrativa texto cultura mineira.

6. Minas poética

Uma antologia de poemas escritos por Ronald Claver sobre o cotidiano, o amor e as indagações do ser humano. O jogo sonoro dos versos de Todo dia é dia de poesia também inclui lugares e pontos turísticos do Estado.

7. Mutum, no sertão mineiro

Para Minas Gerais, pelos seus 300 anos. À memória de João Guimarães Rosa. Frases e versos das obras do grande escritor modernista serviram de base para Alexandre Azevedo criar o belo texto de O menino que inventou o sertão.

A literatura tem elementos da cultura mineira para todos os gostos

O povo, os rios, as lagoas, as cachoeiras, as montanhas, as estradas, as comidas típicas, os calçamentos de pedra, as construções históricas, o sertão… Toda essa ambientação torna a literatura mais próxima do leitor mineiro.

Para aqueles que cresceram em cidades de Minas gerais, ela representa o resgate de memórias da infância e da juventude. Além disso, a literatura apresenta as belezas do Estado para aqueles que querem conhecê-lo melhor.

Afinal, quando estão inseridos na ficção e na poesia, os elementos e locais do mundo real têm o poder de tornar uma narrativa ainda mais imersiva. Você concorda?

Para mais dicas como as que você acabou de ler, visite sempre o site da Lê. Aqui, valorizamos a cultura mineira, brasileira e mundial em conteúdos que são atualizados diariamente. Então, até amanhã!